segunda-feira, 24 de abril de 2017

você nunca vai saber o que é chorar todo dia por alguém. chorar de saudade, de dor, de tristeza.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

hoje eu não vi reconhecimento nas tuas palavras, nesse minúsculo momento que aconteceu por acaso.
hoje eu vi que palavras não fazem diferença, que palavras só são palavras 
eu não sei mais quem é você, hoje fui na sua casa e não consegui sentir a tua presença, não consegui sentir conexão, você se tornou algo tão distante, tão inalcançável que eu mal consigo enxergar o vislumbre que foi a tua presença em mim. que momento triste e estranho...
eu não queria que esse momento tivesse chegado em mim mas meu coração não consegue mais te reconhecer, não consegue mais reconhecer tuas palavras, tua pseudo presença. 
hoje eu choro porque tuas palavras não significam mais nada, só são algumas letras soltas que não me tocam, não me atingem, não entram mais no meu coração. saber que você chorou não me tocou porque não faz diferença, você vai continuar longe, vai continuar seguindo tua vida mesmo sabendo que uma parte da história está ficando pra trás.
e tudo isso é sua culpa, unicamente sua culpa. e eu não tenho mais medo de dizer que é a sua culpa porque eu tentei, eu tentei de coração permanecer igual, tentei cultivar um amor que não recebia mais nada em troca. 

que tristeza ver que você se transformou numa pessoa estranha pra mim. 


"El corazón ya lo sabia, sin amor no hay amor que sobreviva."

sábado, 8 de abril de 2017

Ainda sobre minha partida
eu me sinto uma piada quando penso nas coisas que eu esperava acontecer. achei que você iria se arrepender, iria voltar, iria vir atrás de mim...
mas você só aceitou, é como se eu tivesse dito "tô indo embora, adeus" e você só tivesse respondido "ok, pode ir".
e na verdade não foi isso?
é como se tivesse sido um alívio não ter mais que me carregar, carregar tudo o que eu trazia.
eu achei de verdade que você iria sentir na pele mas não foi isso que aconteceu.
eu sou tão patética por achar que você faria isso por mim