sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

delicate feelings

Hoje foi um dia solitário e estranho, acordei de sonhos inquietos já sentindo um peso enorme no peito e passei o dia todo carregando nas costas esse peso porque no coração não dou conta mais. O choro tá entalado há horas e algumas lágrimas ousaram sair, principalmente na hora do banho - tem hora melhor do que limpar o corpo e a alma também?. Mas novamente, estou indo dormir com esse peso, doendo o corpo, a alma e infelizmente meu frágil coração. Muitos pensamentos estão rodando minha mente e tenho me sentido assustada porque a concretização deles tem me parecido muito real e perto. 
O nosso laço, ou melhor, o meu laço contigo está fraco, quase arrebentando e a cada dia que passa vai piorando. Todo esse amor tem aos poucos se transformado em uma mágoa doída, uma mágoa amarga. Voce não enxerga mas eu vejo o distanciamento do sentimento puro, do amor, daquilo tudo que um dia fomos e nos esforçamos pra ser. Hoje quando paro pra imaginar teu rosto - que mal consigo lembrar - não me vem mais aquele sentimento saudoso, aquela vontade de te abraçar loucamente suplicando pra acabar com isso e ficarmos juntos... não, tudo o que me vem a cabeça é uma dor e um sentimento horrível que eu não sei ainda o que é, só sei que dói e me deixa desconfortável porque é como se eu não te conhecesse mais, ou melhor, não te reconhecesse. Não há reconhecimento nos olhos que eu imagino.
a solidão faz uma companhia dolorida

domingo, 7 de fevereiro de 2016

tudo e nada

eu to sentindo tanta mágoa
tanta raiva
tanta saudade
tanto amor
e tudo, tudo o que eu mais queria nessa vida, nesse momento
era não sentir mais nada
eu não aguento mais sentir tudo e me sufocar nisso, sem saber como lidar ou pior, ter que lidar sozinha
eu não quero sentir mais nada

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

eu não tenho nem forças para colocar em palavras o que to sentindo
parece uma piada de mau gosto