quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

warning sign

Mais uma vez me encontro sem entender muito bem o que aconteceu. Na verdade, sei bem o que aconteceu. Você foi covarde, mais uma vez, nessa história. Decidiu dar importância a alguém que acabou de entrar na tua vida a ter que lidar de forma sensata comigo. Não, você não precisa de tempo e espaço pra se resolver com ela, é simples e fácil, algumas palavras seriam suficientes... mas você quer prolongar teu sentimento, quer prolongar teu desejo e me deixar mais uma vez esperando. Porque é claro que eu ficarei esperando você resolver a tua vida enquanto eu simplesmente sento e te vejo andando por ai. 
Só que dessa vez eu cansei, não lutei e nem vou lutar pra que você mude sua decisão. To emocionalmente exausta e foi, confesso, um grande alívio tudo isso. Todo dia estava sendo uma tortura, uma dor, uma angústia sem precedentes e hoje eu tive o alívio que tanto esperava. Doeu? Doeu, mas eu aceitei melhor. Foi melhor assim, me sinto mais leve assim. Não sei se amanhã quando acordar continuarei a me sentir assim. 
Sei lá, ainda to confusa, to ainda naquele torpor de vítima, de "a culpa é sua" e é assim. To com um gosto amargo de mágoa na boca, eu não sinto nada além de decepção e o único pensamento é o quanto você é covarde e deu mais uma vez as costas pro nosso amor.
Se isso é amor,
nem sei mais.