terça-feira, 29 de dezembro de 2015

my favourite faded fantasy

É estranho ainda. Digo que estou feliz mas não sei se estou mesmo, não é a mesma felicidade que eu sentia quando tudo estava bem. Tudo o que venho sentindo é medo, insegurança ou qualquer coisa assim. Um medo enorme de acordar e tudo voltar como antes, aquela dor, desespero e desorientação dos primeiros dias. E ontem, percebi o quanto ainda estamos distantes de nós, o quanto ainda há essa barreira limitando os nossos sentimentos. O quanto ainda preciso caminhar para chegar aonde eu já cheguei? O quanto ainda tenho que esperar, ter paciência para que você se entregue novamente pra mim? 
Acordei triste hoje e não quero que você saiba, acordei triste e tudo o que eu queria era um abraço seu, um bom dia, uma palavra boa mas eu não quero que você saiba. 
Eu não quero que você saiba o quanto eu tenho me sentido sozinha mesmo estando esses dias ao teu lado. O quanto é triste estar ao teu lado e não te sentir totalmente ali. O quanto eu fui dormir me sentindo sozinha e acordei me sentindo pior ainda...
Eu não quero que ninguém saiba o quanto está sendo difícil isso. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário