sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Extremamente.

Uma vez, li que não devemos desistir daquilo que amamos. Mas muitas vezes, nós não temos escolhas e isso acaba sufocando quando você não sabe o que fazer. Quando há apenas motivos, sequer uma escolha. Eu tenho me sentido sem escolhas, ou é desistir ou é desistir. Mas eu não posso desistir daquilo que eu amo e por trás de todo esse semblante que carrego, eu não quero. Porque apesar de ser certo, não é o melhor. Mas eu apenas estou um pouco cansada. Já disse aqui? Emocionalmente cansada, ao pé da letra. Extremamente cansada de ir ao céu e ao inferno em questão de segundos porque é exatamente que a minha vida emocional tem estado. Extremamente cansada de achar que você se transformou na pessoa em que eu temia que você se transformaria e a cada dia que passa, eu só vou tendo a certeza. Extremamente cansada de achar que o nosso destino não vai mudar. Extremamente cansada de desistir e voltar atrás todo dia. Extremamente cansada de esperar você me aparecer e ficar de vez. Extremamente cansada de só ser lembrada quando você está triste. Extremamente cansada de sentir isso, seguir em frente em um caminho que eu não sei aonde vai dar. Mas talvez eu esteja levando isso a muito a sério porque é a única coisa que eu sei fazer é levar a sério. E eu não posso desistir do que amo, mas aí eu lembro de que você desistiu. Sim, você desistiu quando supostamente me amava e eu tentei interpretar como amor próprio, auto proteção mas nada disso explica. E além de estar com esse cansaço, eu tenho me sentido tão doente, doente de pensar, de sentir e de ver essas coisas que me deixam cansada. Estou doente com o pensamento do seu beijo de café intoxicante nos lábios dela... Completamente doente de vontade de ter você.
Extremamente cansada de tentar fazer dar certo sozinha.
Cansada e eu acho que uma boa dormida irá melhorar. Por favor, não apareça essa noite em meus sonhos. Você tem me cansado muito por lá também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário